CASA COR PARANÁ

Conforto e aconchego foram itens essenciais no desenvolvimento do Living, sem deixar de lado o requinte e a sofisticação

Texto: Redação
Imagens: Divulgação

A dupla André Bertoluci e Martha Coelho imprimiu charme e elegância ao Living criado especialmente para a Casa Cor Paraná (que aconteceu de 23 de junho a 09 de agosto de 2015). Clean e totalmente alinhado à tecnologia e à modernidade, o projeto foi pensado para um casal que gosta de receber familiares e amigos de maneira simples e natural. Em 38m², a decoração harmonizou detalhes clássicos com o moderno. Ainda, André e Martha abusaram das composições, como o revestimento em MDF amadeirado (na cor Carvalho Treviso) e o papel de parede (off white) com desenho geométrico.

Para evidenciar as obras de arte, a opção foi pela ausência de cores nos móveis soltos, como as duas chaises longue e o sofá brancos. Nesta seara, o destaque ficou para a poltrona Rigel, trançada em fibra natural, bem como para a estante criada e desenhada pelos arquitetos para a mostra. O contraste de materiais foi outro ponto forte do ambiente: o mármore na cor Cafe Latte, utilizado com a lareira, o piso vinílico no tom Piseli, os pilares em MDF, texturas e papel de parede, além de um espelho apoiado, harmonizavam perfeitamente e conferiam leveza ao layout.

“Os tons claros nos diferentes materiais, além de proporcionarem amplitude, criaram uma atmosfera requintada, uma vez que a ideia é que o casal receba seus convidados neste espaço”, explica André Bertoluci.

Conjunto perfeito
As esculturas da artista Marilene Ropelato, aliadas a outros itens, conferiram um “ar” de modernidade, movimento e identidade ao projeto, chamando a atenção dos visitantes. Já a tela do renomado artista plástico José Gonçalves, posicionada sob a estante, ganhou evidência devido ao efeito de iluminação com fita de LED do móvel. “As peças proporcionaram uma atmosfera de transformação e, subjetivamente, demonstraram a essência do nosso projeto para a mostra: requinte, inovação e aconchego”, comenta Martha Coelho.

Antenada à sustentabilidade, a discreta lareira utilizava o recurso ecológico de álcool e promovia um clima intimista e aconchegante, ideal para recepções em dias mais frios, que combinam perfeitamente com Curitiba (PR). As cortinas em tecido especial Orlean eram emolduradas por cortineiro em madeira, que se integrava perfeitamente aos outros elementos utilizados, como os painéis amadeirados. Um toque especial foi proporcionado pelo tapete em nylon.

Modernidade e conforto
Cortesia da Nippon Studios, o sistema de áudio, vídeo e automação foi um capítulo à parte. No telão fixo (de 72″, da Gaia) sob a lareira, eram exibidas imagens garantidas por um projetor (Epson Powerlite X24+) de ótima qualidade, já as caixas acústicas (Loud Sq4)  foram embutidas no forro e estavam praticamente invisíveis, inclusive o subwoofer (Loud SQ8-100), uma das novidades na mostra. E o melhor: não interferiam na decoração do espaço e proporcionavam um som de alta performance, ideal para recepções memoráveis. A iluminação dimerizada em LED, com automação Scenario Compact Wall Fix, permitia criar diversos cenários e não esquentava. Resultado: maior economia de energia.

“Buscamos, nesta edição, apresentar algo que, além de funcional, fosse totalmente aconchegante. Cada detalhe, cor e mobiliário foram escolhidos para que o cliente tenha, no Living, seu cômodo de lazer, descanso e descontração, sem abdicar do charme e do requinte”, concluem André Bertoluci e Martha Coelho.

Veja Também

DEIXE UMA RESPOSTA