AUTOMAÇÃO RESIDENCIAL: APOSTA CERTA

 O sucesso da automação residencial não está apenas nas soluções adquiridas, mas em um conjunto de fatores que inclui o próprio cliente

Foto: Divulgação

A automação residencial é um investimento interessante e inteligente e cujo retorno pode ser medido de muitas formas. O investimento representa, em geral, menos de 2% do valor do imóvel e estima-se queo valorizará em até 10% na hora da venda, dentro de cinco anos. Tal investimento também pode trazer um retorno na economia de energia elétrica e do uso de outros recursos, como água e gás. Mas a maior compensação, para o morador, é o conjunto “segurança, conforto e contribuição com a sustentabilidade”.

Entretanto, como em todo investimento, há riscos. E o morador poderá se sentir insatisfeito no final, se não tomaras precauções necessárias para minimizar esses riscos. As medidas em questão são simples e os pontos principais são: saber o momento adequado, escolher colaboradores competentes, se envolver com a solução e, principalmente,não ser ansioso em relação à tecnologia.

MOMENTO IDEAL

 Identifique o momento ideal para planejar o investimento em automação residencial. Seja construindo ou reformando, a hora mais adequada é quando você começa a conversar com o responsável pelo projeto, discutindo o uso dos espaços, os materiais de construção, o orçamento e o cronograma.

A automação residencial pode e deve ser considerada uma das tecnologias a serem incluídas em um imóvel, tanto quanto o aquecimento solar e a cisterna para recuperação da água da chuva.

É importante se cercar de profissionais competentes e há, aqui, dois especialistas essenciais. Primeiramente, o responsável pelo projeto, seja arquiteto, engenheiro ou construtor, uma vez que este profissional precisa estar por dentro das opções e benefícios da automação residencial para efetivamente contribuir com sugestões de uso no projeto. Não menos importante é o integrador de sistemas: ele é o responsável por definir a solução que melhor atenda às suas necessidades e desejos.

As principais características que se deve buscar em um integrador competente são: experiência, envolvimento, liberdade de oferta e profissionalismo.

 

Veja Também